BLOG

Dermatoscopia

10 jul

Dermatoscopia

A Dermatoscopia é um exame feito na consulta dermatológica, através de um aparelho chamado dermatoscópio, que permite visualizar a pele, cabelos e unhas com grande quantidade de detalhes. É possível examinar vasos sanguíneos, pigmentos, escamas de queratina, pelos e diversas outras características da nossa pele.

 

Equipamento

O Dermatoscópio é um aparelho que possui várias lâmpadas de LED associadas a lentes de aumento, com capacidade de magnificar ou ampliar a imagem 10 ou 20 vezes. Ilumina a área estudada permitindo a observação das camadas mais profundas por efeito óptico de imersão com meio líquido, gel ou luz polarizada.4

 

Indicações

A dermatoscopia, atualmente, tornou-se uma técnica útil e imprescindível na abordagem clínica das lesões pigmentadas da pele, tendo papel fundamental na identificação precoce das lesões pigmentadas malignas (melanomas cutâneos).

O método de Análise de Padrões foi descrito inicialmente por Perhamberger e colaboradores, em 1987 e padronizado pelo Consenso de Hamburgo de 1989. Essa metodologia definiu padrões dermatoscópicos característicos das lesões pigmentadas da pele e recentemente (2000) foi atualizada pelo Consensus Net Meeting. Trata-se do método mais utilizado na dermatoscopia e aquele que apresenta a maior acurácia diagnóstica para o melanoma cutâneo.Consiste em classificar a lesão pigmentada em padrões pré-concebidos, globais e específicos, baseado no fato que cada doença respeita um padrão morfológico.

Adicionalmente, a dermatoscopia é utilizada em uma variedade de doenças inflamatórias, como psoríase, líquen plano, pitiríase liquenoide, rosácea, líquen escleroso, doença de Darier, dermatoses purpúricas pigmentadas; e infecciosas, como infecções por papilomavírus humano, molusco contagioso, tinea capitis, tinea nigra, tinea nigra.2

Também podem serem analisados ​por dermatoscopia,​ os distúrbios cutâneos da sarna, piolhos da cabeça e púbis, tungíase, leishmaniose cutânea e larva migrans cutânea. Nessas condições, a dermatoscopia pode auxiliar o diagnóstico clínico, reduzindo a necessidade de procedimentos semi-invasivos ou invasivos, como raspagem da pele e/ou biópsia.2

Outra utilidade da dermatoscopia é a avaliação de distúrbios do couro cabeludo e do cabelo (tricoscopia) e anormalidades nas unhas (onicoscopia).3

 

Veja como é feito no vídeo abaixo:

 

Escrito por Dra. Lívia Freitas de Paiva

 

 

Referências:

  1. Rezze GG, Soares de Sá BC, Neves RI. Dermatoscopia: o método de análise de padrões. An Bras Dermatol. 2006;(3):261-8.
  2. Lacarrubba F, Verzì AE, Dinotta F, Scavo S, Micali G. Dermatoscopy in inflammatory and infectious skin disorders. G Ital Dermatol Venereol. 2015;150(5):521-531.
  3. Errichetti E, Stinco G. The practical usefulness of dermoscopy in general dermatology. G Ital Dermatol Venereol. 2015;150(5):533-546.
  4. https://pt.wikipedia.org/wiki/Dermatoscopia

 

 

Links relacionados:

Sobre DERMATOLOGIA

Sobre AGENDAR CONSULTA

Sobre OUTRAS ESPECIALIDADES MÉDICAS