BLOG

Postectomia – A Cirurgia da Fimose

04 maio

Postectomia – A Cirurgia da Fimose

 

Postectomia é a cirurgia realizada pelo urologista que consiste na remoção do prepúcio ou parte dele. É uma das cirurgias mais realizadas pelos urologistas. Também é conhecida como circuncisão. Na postectomia, habitualmente o cirurgião também remove o freio balanoprepucial.

 

A indicação clássica de realização da postectomia é a presença de fimose. Fimose é a situação em que há um estreitamento do prepúcio impossibilitando ou dificultando a exposição da glande. Outra indicação é a ocorrência de balanopostite de repetição. A remoção do prepúcio nesses indivíduos promove a queratinização do epitélio da glande, tornando-a mais resistente às inflamações, além de diminuir o acúmulo de umidade e secreções na glande, no sulco e na face interna do prepúcio.

 

Há evidências que os indivíduos postectomizados possuem menor risco de contágio por doenças sexualmente transmissíveis. Outra vantagem dos postectomizados seria a menor ocorrência de câncer de pênis. Esta doença possui incidência muito menor na população judaica em relação à população geral, e esta proteção é atribuída ao fato de que os judeus são circuncisados logo após o nascimento. Em regiões em que há alta prevalência do câncer de pênis, como no Norte e Nordeste brasileiros e em algumas regiões da África, a postectomia tornou-se uma ação de saúde pública, sendo realizados mutirões e campanhas de incentivo à realização da cirurgia.

 

Outro motivo pelo qual a cirurgia é procurada seria por estética genital. Existem pessoas que optam pelo aspecto do genital com a glande totalmente exposta. Houve uma enquete apresentada na forma de painel no Congresso Brasileiro de Urologia em Natal/RN, feita pelo serviço de urologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em que foram apresentadas 3 ilustrações de pênis, sendo a primeira com o prepúcio cobrindo totalmente a glande, a segunda cobrindo parcialmente e a terceira sem o prepúcio. As ilustrações foram apresentadas a três grupos de pessoas: mulheres heterossexuais, prostitutas e homens homossexuais. Em todos os grupos houve a preferência da ilustração do pênis sem o prepúcio. Dentro ainda da questão estética, existem homens que sofrem com odor no pênis. Estes também se beneficiariam com a remoção do prepúcio.

 

A cirurgia tem duração aproximada de uma hora e é realizada, na maioria das vezes, em regime ambulatorial sob anestesia local. A recuperação para atividades cotidianas dá-se em torno de 7 dias e a completa cicatrização, permitindo o intercurso sexual, ocorre em 30 a 40 dias.

 

Assistam o vídeo sobre o assunto em que o Dr Heleno Paes explica sobre a postectomia, cuidados pós-operatórios e possíveis complicações:

 

 

Assuntos relacionados:

INFLAMAÇÕES NO PÊNIS – BALANITES E PALANOPOSTITES

CONHEÇA O UROLOGISTA DR HELENO PAES

PEQUENAS CIRURGIAS (CIRURGIAS AMBULATORIAIS)

O QUE FAZ O UROLOGISTA?

LESÕES GENITAIS NO HOMEM

VASECTOMIA